Avisos do Vesúvio

04/12/2011

 

Móbile

Moves. Move-me. Não me seguro. Espio.
Move-me, desplaça-me, desabraça-me
Onde me apoio, me perco, a solicitação
Teu viver é móvel, teu amar não óbvio
Tuas palavras, desprezo e atração
O amor não te move. Move-me. O quê?
Saber o rumo da embarcação
Mas me cativas, me hedonizas.
Escravo do instável, me apego ao não 
No desespero, imaginação.
Move-te. Tu. Perde-me. Não.
De ti me perco. De mim, me desvario.
Já não espero o concreto 
Me jogo. Esforço de redenção

 


Escrito por Frank de Oliveira às 11h53
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
 
 
       
   
Histórico

OUTROS SITES
    UOL - O melhor conteúdo
  BOL - E-mail grátis


VOTAÇÃO
    Dê uma nota para meu blog